Clique para ouvir os estudos bíblicos do Viver em Verdade

Viver em Verdade

"e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará." João 8:32
Encontre um estudo
Voltar

Indique este Estudo a um amigo

Seu nome
Seu e-mail
Nome do amigo
E-mail do amigo

Cadastre-se e receba nossos Estudos Bíblicos por e-mail (Fechar)

Seu Nome
Seu E-mail

Relacionamentos: vida sentimental, namoro e casamento na visão de Deus

Palavras-chave: relacionamentos, vida sentimental, namoro, casamento, sexo, Palavra de Deus

Olá, amigo(a) leitor(a) do Viver em Verdade.

 

Saúdo-o(a) com a paz do Senhor Jesus que excede todo o entendimento!

 

Glória a Deus por mais esta oportunidade de estudarmos a Palavra Dele que é poderosa para ressuscitar os mortos, renovar as nossas forças e fazer-nos vencer em Cristo Jesus.

 

Neste estudo, o Senhor nos dá a oportunidade de falarmos sobre RELACIONAMENTOS. Diante de tantas filosofias e ideias que os homens inventam em nossos dias influenciando principalmente os jovens sobre "vida a dois", é necessário que conheçamos como devemos iniciar e viver em um relacionamento amoroso segundo a vontade de Deus. Para isso, poderemos entender por meio da Bíblia como o Senhor nos orienta quanto a assuntos como namoro e casamento, por exemplo. Ainda neste estudo, aprenderemos com a Palavra do Senhor quais são as características que devemos buscar naquela pessoa com a qual pretendemos nos relacionar.

 

Ore agora

Ore neste momento pedindo que Deus traga toda a clareza e revelação pelo Espírito Santo sobre a sua vida, para que tudo o que você irá ler possa ser semeado por Ele e jamais ser roubado por Satanás. Deus abençoe a sua vida abundantemente com todo o infinito amor Dele. Amém!

 

Em nossos dias, um dos maiores problemas que os homens enfrentam refere-se a relacionamentos. O número de divórcios aumenta, muitos pré-adolescentes, adolescentes e adultos não querem se relacionar com responsabilidade e compromisso e querem apenas um(a) parceiro(a) para terem relações sexuais. Além disso, vários países, inclusive o Brasil, têm "aprimorado" suas leis relacionadas ao divórcio para tornar o processo menos burocrático. Caso você não tenha percebido, o homem nunca conseguirá solucionar seus problemas de relacionamento sem conhecer a vontade Daquele que criou tanto os homens e mulheres quanto os relacionamentos, Deus, o Criador de todas as coisas.

 

A criação

Quando Deus criou o homem, Ele o fez com um propósito e não simplesmente por fazer. Parte do propósito de Deus para o homem refere-se a relacionamentos e está escrita em Gênesis 2:24-25.

 

Gênesis 2:24-25

"Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam."

 

Nesses dois versículos, Deus nos ensina sobre casamento. O casamento é a forma pela qual Deus deseja que um homem e uma mulher tenham um relacionamento amoroso.

 

Para isso, Deus ordena ao homem deixar seu pai e sua mãe. Você deve até ter se assustado, pois Deus ordena que honremos pai e mãe, como então devemos deixá-los? No versículo 24, o verbo "deixar", no texto original em hebraico, significa "deixar a influência", e não "abandonar". Para que seu relacionamento com uma pessoa prospere (seja você homem ou mulher), é necessário deixar a influência dos pais, pois é necessário crescer aprendendo com Deus.

 

Observe ainda que Deus criou o homem para se unir a uma mulher e não a outro homem e, da mesma forma, a mulher foi criada para se unir a um homem. Isto é, o homossexualismo não faz parte da vontade de Deus. Ele ama igualmente todas as pessoas, e por isso ama também os homossexuais, porém Ele não ama o homossexualismo. Deus deseja que todos os homossexuais compreendam a criação e o propósito Dele para um relacionamento amoroso: o homem unindo-se a uma mulher e a mulher unindo-se a um homem.

 

É essencial que você entenda que um relacionamento amoroso deve ter sempre como objetivo o casamento. Por esse motivo, começamos este estudo pelos versículos de Gênesis 2:24-25. Quando Deus falou a Adão que um homem deveria deixar a sua parentela e se juntar a uma mulher assim se tornando um (Gênesis 2:24), ele estava descrevendo o casamento.

 

Se você procurar na Bíblia, não encontrará nenhuma passagem que relate um namoro, pois esse não era um costume do povo de Israel.

 

Na sociedade israelita, o pai era a figura de autoridade na casa. Sua esposa e seus filhos eram considerados sua posse, quase como suas terras e gados (Deuteronômio 5:21). Ele tinha o direito de vender suas filhas (Êxodo 21:7), e até tinha o poder de decisão de vida ou morte sobre a vida de seus filhos. A facilidade com a qual o marido podia acabar com seu casamento divorciando sua esposa mostra a medida de sua autoridade na família (Deuteronômio 24:1-4; Deuteronômio 22:13-21).

 

Em geral, a noiva deixava seus pais quando se casava e ia morar com o clã de seu marido. Na verdade, a frase "se casar com uma esposa" vem da raiz da palavra que significa "se tornar mestre" (Deuteronômio 21:13). A esposa tratava o seu marido e se referia a ele como seu mestre.

 

Em Israel, o casamento acontecia com aqueles que eram da família imediata (primos, por exemplo). Uma razão para isso acontecer, era para que o casal tivesse a mesma crença. Mas é lógico que se a pessoa tivesse o parentesco muito próximo, aí seria considerado incesto. Deus deu então regras ao povo para desencorajar as pessoas a se casarem com pessoas com o parentesco muito próximo ou mesmo muito distante. Casamentos entre primos, tais como Isaque e Rebeca eram comuns. Esse tipo de casamento nunca foi condenado nas Escrituras.

 

Em geral, os jovens nos tempos bíblicos não escolhiam seus parceiros. O procedimento normal seria os pais do jovem ou da jovem arranjarem o seu casamento. Quando as crianças tinham idade suficiente para se casar, os pais do noivo e da noiva se encontravam para resolver a questão, geralmente sem consultar nenhum dos dois jovens.

 

Na sociedade atual, temos a figura do namoro, em que os próprios jovens tratam de escolher um ao outro e este é um dos principais assuntos deste estudo, pois essa escolha deve estar pautada na vontade de Deus para que não sejam tomadas decisões precipitadas que causem arrependimento e que desagradem a Deus.

 

Como ter um relacionamento amoroso de acordo com a vontade de Deus?

 

A partir deste momento, serão abordados passos fundamentais para se ter um relacionamento amoroso próspero diante da vontade de Deus. Todos os passos descritos abaixo são dependentes uns dos outros, ou seja, não adiantará observar um ou outro passo e desconsiderar os outros.

 

1) Jesus deve ser o Senhor da sua vida

 

Sem Jesus como Senhor da sua vida seu relacionamento jamais poderá tê-lo como centro, isto é, jamais será um relacionamento de acordo com a vontade de Deus.

 

Jesus é a perfeita manifestação do amor de Deus, o amor perfeito. Diz em João 3:16 que "Deus amou o mundo" e por isso enviou o seu Filho Unigênito.

 

João 3:16

"Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."

 

Antes de você amar uma pessoa, você deve amar a Deus de todo o seu coração e acima de todas as coisas.

 

Marcos 12:29:30

"29Respondeu Jesus: O principal é: Ouve, ó Israel, o Senhor, nosso Deus, é o único Senhor!
30Amarás, pois, o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força."

 

Se você amar a Deus sobre todas as coisas, antes de querer agradar o(a) seu(sua) companheiro(a), seu desejo será agradar a Deus.

 

2) A escolha do(a) companheiro(a)

 

Você não deve escolher seu(sua) companheiro(a) pela beleza exterior, pois esta não necessariamente reflete o interior. Deus não olha para a aparência exterior das pessoas, mas olha para o coração. Isso está escrito em 1 Samuel 16:7.

 

1 Samuel 16:7b

"(...)O homem olha para o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração."

 

Quando Deus enviou Samuel à casa de Jessé para ungir um de seus filhos como o escolhido para ser rei de Israel, Samuel, logo eu viu Eliabe, disse:

 

1 Samuel 16:6

"Entrando eles, Samuel viu a Eliabe, e pensou: Certamente está perante o Senhor o seu ungido."

 

Porém, podemos ler no versículo 7 que Deus não vê como o homem vê.

 

1 Samuel 16:7

"Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como vê o homem. O homem olha para o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração."

 

Eliabe, irmão de Davi, era formoso à vista, mas não tinha o coração segundo o de Deus como Davi. Então, Deus mandou Samuel ungir a Davi.

 

1 Samuel 16:13

"Tomou Samuel o chifre do azeite e o ungiu no meio de seus irmãos; e, daquele dia em diante, o Espírito do Senhor se apossou de Davi. Então, Samuel se levantou e foi para Ramá."

 

Escolher somente pela aparência externa é um grande engano. A escolha de seu(sua) companheiro(a) deve se basear no caráter, nas atitudes e no falar.

 

Se você entendeu que Jesus deve ser o seu Senhor, toda a sua vida será para fazer a vontade Dele. Portanto, você não poderá escolher alguém que não tenha esse mesmo desejo de servir ao Senhor. Em Amós 3:3, o Senhor nos ensina que não podem andar duas pessoas juntas se não estiverem de acordo, isto é, se não tiverem o mesmo objetivo.

 

Amós 3:3
"Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?"
 

Esta é uma lição muito importante: você deve escolher uma pessoa que tenha o mesmo objetivo de servir ao Senhor. Não estamos falando de escolhas profissionais, mas sim de uma escolha muito mais importante que direciona toda a sua vida: servir ou não servir a Jesus.

 

Um relacionamento só estará de acordo com a vontade de Deus se ambos conhecerem o perfeito amor Dele revelado em Jesus Cristo.

 

O perfeito amor de Deus é descrito em 1 Coríntios 13:4-7.

 

1 Coríntios 13:4-7

"4O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, 5não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; 6não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; 7tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta."

 

Identificar a intensidade e a veracidade do amor de uma pessoa por você é uma tarefa fundamental, pois você deve conhecer vários casais que falam "Eu te amo", porém já deve ter conhecido também casais que, mesmo declarando seu amor, separaram-se. A separação não é uma atitude coerente para um casal que se ama, pois o verdadeiro amor "tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta", como lemos em 1 Coríntios 13:7.

 

Quando você for escolher seu(sua) companheiro(a), observe se cada atitude dele(a) reflete as palavras que ele(a) diz. Não espere que essa pessoa mude totalmente de atitudes quando se casar se ela não aceita ter suas atitudes e comportamentos transformados pelo Senhor Jesus desde já. Por exemplo: se seu companheiro não gosta de trabalhar ou de estudar, não espere que ele se torne um grande trabalhador ou mestre após o casamento. Da mesma forma, se sua companheira não gosta de cuidar dos afazeres domésticos ou arrumar-se, não espere que ela se torne a melhor dona-de-casa ou uma grande "modelo" após o casamento. Lembre-se de que não estamos falando sobre vaidade excessiva, pois este é um grande perigo.

 

Para escolher uma pessoa, não queira experimentar seu beijo ou tocá-la, pois, se isso acontecer, a decisão se baseará fortemente na atração pelo sexo oposto, o que gerará um grande erro.

 

3) Tornar-se o(a) melhor amigo(a) da sua(seu) companheira(o)

 

Quando você escolher sua(seu) companheira(o), torne-se o(a) melhor amigo(a) dela(e), para conhecê-la(o) como realmente é, pois as pessoas se revelam aos amigos como realmente são.

 

Além disso, tornar-se o melhor amigo é a forma pela qual o relacionamento poderá experimentar o perfeito amor de Deus. Um mau hábito dos jovens nos dias atuais é conhecer uma pessoa pelo beijo e pelo toque, ou seja, pelo vulgo "ficar". Essa forma de conhecer é totalmente contrária à vontade de Deus por alguns motivos que iremos citar.

 

Um desses motivos é que os jovens acham que o relacionamento é feito apenas de beijos e abraços, julgando que passarão dias inteiros se beijando e abraçando, porém esquecem de que deverão trabalhar e estudar, e esquecem também de que virão momentos difíceis que somente a amizade os fará suportar.

 

Não deixe de ler isto: o principal objetivo de um relacionamento entre um homem e uma mulher é transformá-los para que sejam como o Senhor Jesus. Por que Deus escolheu o casamento também para isso? Porque não é possível o marido se esconder da mulher e a mulher se esconder o marido. No casamento, tudo é transparente e isso gera a transformação quando os dois crêem que Jesus é o Senhor da vida deles.

 

Outro motivo pelo qual o "ficar" é totalmente contrário à vontade de Deus é que, quando você reconhece Jesus como Senhor da sua vida, seu corpo não é mais seu, mas sim do Senhor Jesus. Você pode perguntar: "Como assim?". Leia então os versículos abaixo de 1 Coríntios 6:12-20.

 

1 Coríntios 6:12-20

"12Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas. 13Os alimentos são para o estômago, e o estômago, para os alimentos; mas Deus destruirá tanto estes como aquele. Porém o corpo não é para a impureza, mas, para o Senhor, e o Senhor, para o corpo. 14Deus ressuscitou o Senhor e também nos ressuscitará a nós pelo seu poder. 15Não sabeis que os vossos corpos são membros de Cristo? E eu, porventura, tomaria os membros de Cristo e os faria membros de meretriz? Absolutamente, não. 16Ou não sabeis que o homem que se une à prostituta forma um só corpo com ela? Porque, como se diz, serão os dois uma só carne. 17Mas aquele que se une ao Senhor é um espírito com ele. 18Fugi da impureza. Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica a imoralidade peca contra o próprio corpo. 19Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? 20Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo."

 

Vamos destacar alguns versículos.

 

1 Coríntios 6:19

"Acaso, não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que está em vós, o qual tendes da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?"

 

Esse versículo nos faz entender que tudo que fazemos deve estar de acordo com o que Deus quer que façamos. Será que Deus deseja que eu saia beijando qualquer pessoa para "conhecê-la"? É claro que não. O versículo 15 nos ensina isso.

 

1 Coríntios 6:15

"Não sabeis que os vossos corpos são membros de Cristo? E eu, porventura, tomaria os membros de Cristo e os faria membros de meretriz? Absolutamente, não."

 

Você sabe o que é meretriz? PROSTITUTA. Se eu sair por aí beijando qualquer pessoa, faço a mesma coisa que uma prostituta. Você quer ser visto por Deus como uma prostituta?

 

Devemos usar o nosso corpo para glorificar a Deus, conforme está escrito no versículo 20.

 

1 Coríntios 6:20

"Porque fostes comprados por preço. Agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo."

 

Será que as roupas que eu visto glorificam a Deus? Será que a forma como eu me comporto glorificam a Deus? Será que as minhas atitudes agradam a Deus?

 

Tornar-se amigo da pessoa com a qual você pretende se relacionar é fundamental para que vocês dois experimentem o verdadeiro amor de Deus, que irá permitir que vocês chorem juntos, riam juntos, percam juntos, vençam juntos e façam tudo como um verdadeiro casal que serve ao Senhor Jesus.

 

Essa relação de amizade entre você e sua(seu) companheira(o), fará com que o relacionamento entre vocês seja transparente, de forma que não haja segredos e margem para a desconfiança.

 

Construir uma amizade exige ter tempo antes de iniciarem o namoro.

 

4) Foco no casamento

 

Quando os dois entendem que o Senhor Jesus é o centro de suas vidas, há um objetivo em comum: servir a Ele. Dentro desse objetivo é necessário que os dois desejem se casar para cumprir a vontade do Senhor. Como vimos no começo do estudo em Gênesis 2:24-25, é propósito do Senhor que um homem e uma mulher que irão se relacionar casem-se.

 

Se os dois não tiverem o casamento como foco e avançarem no relacionamento, possivelmente caminharão para a prostituição. O apóstolo Paulo alertou os coríntios acerca disso. Leia em 1 Coríntios 7:1-2.

 

1 Coríntios 7:1-2

"1Ora, quanto às coisas que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher; 2mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido."

 

Pela atração que existe entre homem e mulher, ambos desejam se abraçar, acariciar e beijar,  aumentando a intimidade. Porém, avançar nessa intimidade só deve acontecer após o casamento. Entenda uma coisa: a intimidade é como um carro sem marcha ré. Os dois começam acariciando as mãos um do outro, depois acariciando o rosto, depois dão um beijo de carinho e nunca, por causa da atração pelo sexo oposto, irão voltar atrás. Portanto, não acelere a intimidade antes de se casar.

 

O ápice da intimidade entre um homem e uma mulher é o sexo, que é algo santo pois foi criado por Deus. É sobre o sexo que Deus falou no versículo de Gênesis 2:24, quando disse "e serão ambos uma carne", e também falou no versículo de Gênesis 1:28, quando disse a Adão "Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra".

 

Leia os seguintes versículos de Gênesis 1:27-28.

 

Gênesis 1:27-28
"27E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; macho e fêmea os criou. 28E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra."
 

Observe no versículo 28 que Deus, antes de tudo, abençoou o homem e depois disse "Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra". É no casamento que acontece a bênção de Deus para que seja consumado o casamento durante o ato sexual entre o marido e a mulher. A palavra "abençoar" significa liberar para prosperar. Quando não há a bênção de Deus, não há a prosperidade, e assim acontece em qualquer área da nossa vida. Dessa forma, antes do ato sexual entre o marido e a mulher, é necessário que haja a liberação de Deus para que prosperem, e isso acontece, nos nossos dias, na cerimônia de casamento por alguém que tem a autoridade de Deus, um pastor, por exemplo.

 

O casamento é a forma pela qual Deus deseja que um homem e uma mulher tenham um relacionamento amoroso.

 

Nos nossos dias, não é difícil você ouvir: "Casa. Se não der certo, separa", e isso é um grande engano no qual muitas pessoas acreditam não haver nenhum problema.

 

Segundo a Palavra de Deus, o casamento é para toda a vida, sendo que só pode ser dissovido pelo divórcio ou pela morte. Neste momento, cabe falar sobre o divórcio.

 

Quando contestado pelos judeus, Jesus disse que Deus havia feito uma esposa para um homem; por isso mesmo não deveria haver divórcio (Marcos 10:2-12).

 

Marcos 10:2-12

"2E, aproximando-se alguns fariseus, o experimentaram, perguntando-lhe: É lícito ao marido repudiar sua mulher? 3Ele lhes respondeu: Que vos ordenou Moisés? 4Tornaram eles: Moisés permitiu lavrar carta de divórcio e repudiar. 5Mas Jesus lhes disse: Por causa da dureza do vosso coração, ele vos deixou escrito esse mandamento; 6porém, desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. 7Por isso, deixará o homem a seu pai e mãe [e unir-se-á a sua mulher], 8e, com sua mulher, serão os dois uma só carne. De modo que já não são dois, mas uma só carne. 9Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.
10Em casa, voltaram os discípulos a interrogá-lo sobre este assunto. 11E ele lhes disse: Quem repudiar sua mulher e casar com outra comete adultério contra aquela. 12E, se ela repudiar seu marido e casar com outro, comete adultério."

 

Desta maneira, Deus fez o homem e a mulher iguais quando se diz respeito a adultério. Um marido infiel é tão adúltero quanto uma esposa infiel.

 

Em Mateus 5:31-32, Jesus ensinou que o único motivo pelo qual o marido ou a mulher pode se divorciar é caso seu cônjuge adultere, ou seja, tenha relações sexuais fora do casamento.

 

Mateus 5:31-32

"31Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. 32Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério."

 

Jesus ainda disse que apenas a intenção de adulterar já é considerada como adultério diante de Deus. Isso está escrito em Mateus 5:28.

 

Mateus 5:28

"Eu porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela."

 

5) Todos os seus comportamentos e atitudes devem estar de acordo com a vontade de Deus

 

Durante o casamento, jamais os dois devem parar de olhar para o Senhor Jesus.

 

Como todo cristão, casado ou não, é necessário buscar diariamente a obediência à Palavra de Deus para conhecer e cumprir a vontade Dele. Para isso, é necessário que o marido e a mulher meditem na Palavra do Senhor com tempo de qualidade.

 

Um dos maiores objetivos de Satanás é destruir a família, pois a família é base para o ensino (disciplina), base para o amor, base para relacionamentos e base para o aconselhamento. É possível viver sem algum desses quatro itens? Absolutamente, não. O ensino é importante para que possamos andar corretamente a fim de discernir sobre o que é bom e o que é mau. O amor é fundamental para que possamos nos relacionar. Os conselhos são preciosos quando vêm de pessoas que temem a Deus.

 

A Palavra do Senhor nos ensina sobre a importância dos conselheiros.

 

Provérbios 11:14

"Não havendo sábia direção, o povo cai, mas, na multidão de conselheiros, há segurança."

 

Provérbios 15:22

"Onde não há conselho os projetos saem vãos, mas, com a multidão de conselheiros, se confirmarão."

 

Provérbios 24:6

"Porque com conselhos prudentes tu farás a guerra; e há vitória na multidão dos conselheiros."

 

Observe que a Palavra do Senhor fala sobre conselheiros e não "fofoqueiros". Quando você quiser conselhos, procure com pessoas em quem você confie e saiba que temem a Deus, ou seja, pessoas cuja vida está de acordo com a Palavra de Deus, pois não adiantará receber conselhos que surgem de ideias dos homens simplesmente.


Todas as decisões dos cônjuges devem estar pautadas na Palavra de Deus, assim como na vida de qualquer cristão solteiro, pois a Palavra do Senhor lâmpada para os nossos pés e luz para os nossos caminhos, conforme está escrito em Salmos 119:105.

 

Salmos 119:105

"Lâmpada para os meus pés é tua palavra e luz, para o meu caminho."

 

É fundamental que a mulher e o marido entendam um princípio de autoridade estabelecido por Deus: o marido é autoridade espiritual sobre a mulher. Leia o versículo de 1 Coríntios 11:3.

 

1 Coríntios 11:3

"Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo varão, e o varão, a cabeça da mulher; e Deus, a cabeça de Cristo."

 

A mulher foi criada para ser ajudadora do homem e cabe ao homem entender que as decisões devem ser tomadas por ele, sempre ouvindo e respeitando a opinião da mulher. É necessário que o homem não confunda a sua autoridade com autoritarismo. Para o Senhor, nem a opinião do homem e nem a opinião da mulher são importantes, pois o importante é que ambos saibam discernir pela Palavra de Deus qual a vontade Dele em todas as situações fáceis ou dificeis de se resolver, pois isso é obediência a Deus. Só há uma forma de ambos conhecerem a vontade de Deus: orando e meditando na Bíblia.

 

Esses são princípios fundamentais para que se tenha um relacionamento próspero diante da vontade de Deus. Vamos relembrar:

 

1) Jesus deve ser o Senhor da sua vida

2) A escolha do(a) companheiro(a)

3) Tornar-se o(a) melhor amigo(a) da sua(seu) companheira(o)

4) Foco no casamento

5) Todos os seus comportamentos e atitudes devem estar de acordo com a vontade de Deus

 

Se o Senhor Jesus for o centro do relacionamento, não haverá nada que o impedirá de prosperar. Ter Jesus como o centro do relacionamento significa que ambos os cônjuges devem tê-lo como Senhor de suas vidas e todas as decisões devem estar de acordo com a vontade Dele.

 

Graças a Deus chegamos ao final de mais um estudo e glorificamos a Deus por esta oportunidade. Cremos que o Espírito Santo fará com que estas palavras sejam gravadas no seu coração e que não haverá oportunidade para Satanás roubá-las, em nome de Jesus.

 

Deus abençoe a sua vida abundantemente!

 

Amém!

 

Voltar ao topo

 

Página Inicial    Estudos Bíblicos    A Bíblia    Comente!
Entre em contato conosco pelo e-mail: estudos@viveremverdade.com.br