Leia outros Devocionais...

O verdadeiro arrependimento gera nojo (04/12/2011)

Errar é humano e arrepender-se também. O problema do homem não é pecar, mas sim permanecer e gostar de permanecer no pecado. Para que isso não aconteça, Deus nos chama todos os dias ao arrependimento.

Se procurarmos no dicionário, arrepender é ter mágoa ou pesar dos erros ou faltas cometidos, e inclui ainda mudar de opinião, parecer ou propósito. O arrependimento não se manifesta apenas por palavras, porque aquele que se arrepende deve gerar frutos dignos de arrependimento, assim como João Batista disse aos fariseus: "Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento" (Mateus 3:8). Produzir frutos dignos de arrependimento é tomar atitudes que demonstrem o arrependimento, ou seja, não voltar a cometer os mesmos erros.

Em Provérbios 28:13, está escrito que "O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia". Felizmente, Deus conhece todos os nossos pensamentos, por isso não conseguimos enganá-lo por palavras falsas enquanto nossas mentes são envolvidas por pensamentos contrários às palavras. Por isso o apóstolo Paulo foi inspirado por Deus para orientar os irmãos gálatas: "Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará." (Gálatas 6:7).

Infelizmente, muitos têm se enganado quanto ao arrependimento pensando que podem enganar o Senhor, enquanto voltam a cometer os mesmos atos. Deus quer nos perdoar em todo o tempo, mas, para isso, é necessário que nos arrependamos verdadeiramente.

Por meio do profeta Ezequiel, Deus ensinou ao povo de Israel sobre o verdadeiro arrependimento e sobre a presença do Espírito Santo em nossas vidas.

Ezequiel 36:26-31
"26E vos darei um coração novo e porei dentro de vós um espírito novo; e tirarei o coração de pedra da vossa carne e vos darei um coração de carne. 27E porei dentro de vós o meu espírito e farei que andeis nos meus estatutos, e guardeis os meus juízos, e os observeis. 28E habitareis na terra que eu dei a vossos pais, e vós me sereis por povo, e eu vos serei por Deus. 29E vos livrarei de todas as vossas imundícias; e chamarei o trigo, e o multiplicarei, e não trarei fome sobre vós. 30E multiplicarei o fruto das árvores e a novidade do campo, para que nunca mais recebais o opróbrio da fome entre as nações. 31Então, vos lembrareis dos vossos maus caminhos e dos vossos feitos, que não foram bons; e tereis nojo em vós mesmos das vossas maldades e das vossas abominações. "

No versículo 31, Deus nos ensina que o resultado do verdadeiro arrependimento é que tenhamos nojo do pecado que cometemos. Você já vomitou? Se sim, você entende perfeitamente o que é sentir nojo de algo que você fez, não é? É exatamente essa sensação que Deus deseja que você tenha em relação a todos os pecados que você cometer.

Creia no Senhor, acredite que não pecar é muito melhor do que pecar. Porém, se você pecar, arrependa-se e abandone o pecado.



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar