Leia outros Devocionais...

Deus vingativo ou amoroso? (14/10/2011)

O que você sabe sobre o caráter de Deus? Deus é vingativo ou amoroso? Por acaso Deus é um velho emburrado que sente prazer em frustar os sonhos das pessoas?

Desde a infância nos relacionamos com diversas pessoas e aprendemos que temos que fazer algo para ganhar algo. Seus pais devem ter falado alguma vez: "come tudo senão não pode comer biscoito", ou "se você comer tudo, ganhará uma bala", ou ainda "faça a tarefa senão não poderá brincar". Também ouvimos frases semelhantes dos professores e dos chefes, por ex. Este é o modelo de raciocínio que aprendemos desde pequenos e, portanto, os nossos pensamentos se baseiam neste modelo. A forma como pensamos hoje é: "se eu mereço, há recompensa; se não faço por merecer, não ganho nada".

No entanto, essa forma de pensar dificulta, e muito, a nossa compreensão sobre o caráter de Deus. Erroneamente, acreditamos que quanto mais fizermos, mais receberemos algo dEle, de forma que concentramo-nos em nossos esforços e não na provisão dEle.
Voltemos começo da humanidade para compreendermos como Deus age.

Deus criou o homem e a mulher e lhes deu uma direção, dizendo que poderiam comer do fruto de toda árvore, menos do fruto de uma única árvore, a árvore do conhecimento do bem e do mal (Gn 2:16-17). No entanto, como você já conhece, o homem e a mulher desobedeceram a ordem de Deus permitindo que o pecado caísse sobre todos os homens. Deus poderia ter destruído o homem e a mulher imediatamente para criar novas pessoas, porém Ele mostrou o seu caráter amoroso agindo com misericórdia para não destruí-los.

Deus estabeleceu um princípio eterno de semeadura e colheita, portanto o pecado gerou consequências, porém, no nosso entendimento, Deus poderia ter destruído o homem e a mulher imediatamente. A principal consequência do pecado de Adão foi que todos os descendentes dele pecaram (Romanos 3:23), ou seja, o pecado de Adão também caiu sobre nós. Portanto, todos os homens foram impedidos de ter um relacionamento verdadeiro com Deus.

Conjecturando, Deus poderia ter pensado "eu criei o homem e ele não me obedeceu, então deixa pra lá", mas esse não é o caráter dEle. Para restabelecer o relacionamento verdadeiro e pleno com os homens, Deus enviou o seu Filho Unigênito para morrer e perdoar os pecados de toda a humanidade, de forma que a dívida que havia sido criada por Adão fosse completamente paga. É muito amor, não acha?

João 3:16 diz que Deus nos ama muito. "Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna".

Por causa do pecado, nenhum homem merecia ser perdoado. Desobedecemos e pecamos diariamente, de forma que não merecemos nada de Deus. Porém, Ele nos abençoa segunda a Sua graça, que é o Seu favor imerecido.

Nunca se esqueça que Deus ama você e também deseja que você O ame. Jesus ensinou que quem O ama guarda os seus mandamentos (João 14:21).



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar