Leia outros Devocionais...

A inveja é um homicídio seguido de suicídio (17/12/2011)

"Olha aquela calça que ela está! Não vale quinze reais". Este é só um exemplo da língua de uma pessoa invejosa. Você já deve ter ouvido que a inveja mata, não é? Também você já deve ter visto frases sobre inveja nos para-choques de automóveis e caminhões como se fossem palavras protetoras.

A origem latina da palavra inveja significa "não ver" ou "olhar maliciosamente". Realmente, quem tem inveja não vê. Não vê o que tem na sua vida para ver o que tem na vida do outro. Por isso, a inveja está diretamente ligada à ingratidão.

Uma pessoa ingrata não reconhece o valor daquilo que tem, não reconhecendo os presentes de Deus em sua vida. Por isso, uma mulher invejosa ou um homem invejoso acha sempre o jardim do vizinho mais verde.

Quer ver um exemplo claro de ingratidão e inveja? Reúna duas crianças e dê um presente a uma delas. Certamente ela se alegrará e agradecerá ao receber o presente. Em seguida, dê um presente diferente para a outra criança. Instantaneamente, as duas irão comparar os presentes e, na maioria das vezes, pelo menos uma delas irá se chatear e talvez até chorar. Por quê? Porque, na percepção dela, o presente da outra é melhor, de forma que ela não consegue mais reconhecer o valor do seu próprio presente.

A inveja é homicida. "Cruel é o furor e impetuosa a ira, mas quem parará perante a inveja?" (Pv 27:4). A inveja faz com que os invejosos lancem palavras de maldição sobre as nossas vidas, por isso devemos ser sábios e orar incessantemente para apagar todos os dardos inflamados do maligno.

A pessoa invejosa deseja cometer um homicídio dos sonhos das outras, mas acaba cometendo também um suicídio, porque "a inveja é a podridão dos ossos" (Pv 14:30).

Sempre que realizamos algo, é natural que a inveja se manifeste naquelas pessoas que ainda não entenderam a destruição causada por ela. "(...) todo trabalho e toda destreza em obras trazem ao homem a inveja do seu próximo" (Ec 4:4). Porém, o Senhor nos ordena que "não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros" (Gl 5:26), porque a inveja e o sentimento faccioso são malignos gerando perturbação e toda obra perversa (Tg 3:14-16).

Para não ser invejoso, dê graças a Deus por tudo, absolutamente tudo. Treine em sua vida a ação de dar graças (1 Ts 5:18), para que a aparência dos presentes do seu próximo não atraia a sua atenção, porque Deus presenteia a cada um sob medida.

Mesmo que as pessoas tenham inveja de você, ame-as o mesmo amor que Jesus as ama, porque a inveja não pode impedir o cumprimento do propósito de Deus na sua vida. Isaque foi invejado pelos filisteus (Gn 26:14), mas Deus o abençoou e multiplicou a sua semente (Gn 26:24). Jesus foi invejado pelas autoridades judaicas de sua época e por isso foi entregue para ser morto (Mt 27:18), mas cumpriu a obra da redenção e ganhou um nome acima de todo nome (Fp 2:9).

Lembra-te: a inveja mata e te mata.



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar