Leia outros Devocionais...

Decepções amorosas (28/11/2011)

[suspiro] Ah, o amor. Durante a vida, somos bombardeados por muitos pensamentos sobre o amor. São filmes, músicas, livros, programas de TV, conversas entre amigos, aulas de literatura, etc, etc, etc.

No entanto, parece que as pessoas ainda não entenderam o que é amor. Deus sabe o que é amor, aliás, Ele é amor (1 João 4:8; 1 João 4:16). Quando crianças tomamos como referência de amor as histórias de contos de fadas, em que existem uma princesa, um castelo, um reino e, no final, um rapaz se casa com a princesa e os dois vivem felizes para sempre.

Por essas histórias criamos em nossa mente um modelo de relacionamento perfeito em que esperamos encontrar a outra metade que se encaixe perfeitamente em nossas vidas. Porém, esquecemos que somos imperfeitos e falhos, portanto a outra metade não se encaixará sem que haja transformação e cura. Ainda estamos sendo transformados pelo Senhor dia-a-dia (quando permitimos que Ele nos transforme) (Filipenses 1:6).

Contudo, as pessoas se esquecem que elas mesmas e também as outras são imperfeitas, e mesmo assim depositam uma esperança de perfeição em outras pessoas. Qual o resultado? Decepções amorosas.

O que as pessoas não aprenderam é que o amor não se manifesta na perfeição. Se todas as pessoas fossem perfeitas, o amor seria desnecessário. Mas é exatamente por causa da imperfeição que o amor torna-se vital. Em João 3:16, está escrito que Deus amou o mundo de tal maneira que entregou o seu Filho Unigênito (perfeito) para morrer pelos homens, que são imperfeitos. Isso é amor: a perfeição se manifestando na imperfeição.

É necessário parar de dar ouvidos aos falsos conceitos sobre o amor, porque segui-los só causará frustrações e decepções. Em 1 Coríntios 13:4-7, há a verdadeira definição do amor. O amor é sofredor. Por acaso é preciso sofrer por algo perfeito? É claro que não, porque o que é perfeito traz prazer e alegria. Por isso que o amor se manifesta na imperfeição, a fim de trazer prazer e alegria. O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. Por acaso é necessário suportar, no sentido de ser paciente, aquilo que é perfeito? Por acaso é necessário se esforçar para suportar o que é perfeito? Claro que não. Por isso, o amor se manifesta na imperfeição, a fim de que suportemos com paciência uns aos outros.

Colossenses 3:14 diz que devemos permanecer em amor, pois o amor é o vínculo da perfeição. Preste atenção! O amor, que é perfeito, é o vínculo da perfeição entre as pessoas, que são imperfeitas.

As pessoas sempre irão decepcionar você, portanto esteja pronto. Não esteja pronto para se decepcionar, mas sim pronto para PERDOAR. Não fique com o "pé atrás" desconfiando das pessoas. Confie, dedique-se, decepcione-se e perdoe. Confie mais, dedique-se mais, decepcione-se e perdoe mais.

O perdão de Deus, enviando seu Único Filho para morrer em nosso lugar, é a maior manifestação de amor que podemos experimentar.



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar