Leia outros Devocionais...

Ser justo e íntegro (09/11/2011)

Um dos atributos do caráter de Deus é a justiça, "porque Ele mesmo julga o mundo com justiça; administra os povos com retidão" (Salmos 9:8). A justiça de Deus é o atributo pelo qual, ao tratar com pessoas, Deus age de acordo com as normas e exigências da perfeição de Sua natureza (Salmos 119:142).

Por Sua justiça, Deus, em sua graça e em conformidade com a sua aliança, selada com o sofrimento, morte e ressurreição de Cristo, perdoou-nos e aceitou-nos através da fé (Romanos 3:21-22). Em 2 Coríntios 5:21, está escrito "Aquele que não conheceu pecado [Jesus], ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus."
Assim como Deus opera com justiça, Ele deseja que nós sejamos justos, ou seja, que ajamos corretamente de acordo com os Seus mandamentos, "porque o fruto do Espírito está em toda bondade, e justiça, e verdade" (Efésios 5:9).

Um atributo que não se pode separar da justiça é a integridade (ou retidão). Para sermos íntegros é necessário que sejamos transparentes e verdadeiros, sem máscaras, sem camuflagem. A integridade exige também que assumamos nossos erros.

Jesus definiu como é a vida de uma pessoa íntegra: "Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não, porque o que passa disso é de procedência maligna." (Mateus 5:37). O que vai além do sim e do não gera desculpas e, muitas vezes, justificativas infundadas.

Na Bíblia, há o relato de homens que foram justos e íntegros. Certamente você se lembra da história da arca de Noé, principalmente dos animais, não é? Porém, vamos focar no caráter de Noé.

Deus havia decidido destruir toda a obra de Sua criação, porque todos os homens haviam se corrompido, aliás, nem todos. Entre todos os homens, Deus viu um, somente um que era justo e íntegro (reto), Noé (Gênesis 6:7-8). Ele andava com Deus (Gênesis 6:9).

Então, Deus decidiu poupar a raça humana por amor a um homem, Noé, portanto ordenou que ele construísse uma arca para que sua família e dois animais de cada espécie sobrevivessem ao dilúvio. E Noé, por sua justiça e integridade, fez tudo o que Deus ordenou (Gênesis 7:5). A tarefa de Noé não foi fácil, porque construir uma arca por causa de um dilúvio parecia loucura, mas a tarefa anterior talvez tenha sido mais difícil: manter-se justo e íntegro diante de uma sociedade corrompida e pervertida inclinada para o pecado.

Deus espera que sejamos santos como Ele (Levítico 20:7), mas isso não parece muito fácil com tantas "oportunidades" escancaradas à nossa frente. Porém, assim como Noé foi justo e íntegro em sua geração, devemos buscar a santificação, que é a vontade de Deus para nós (1 Tessalonicenses 4:3).

Como fazer isso? Não nos conformando com este mundo, mas transformando-nos pela renovação da nossa mente, para experimentarmos a boa, perfeita e agradável vontade de Deus (Romanos 12:2).

Sejamos justos e íntegros como Noé em sua geração, "maria-vai-com-as-outras" não.



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar