Leia outros Devocionais...

Aprenda a amar as diferenças (06/11/2011)

Pense bem, seria muito melhor se todas as pessoas pensassem e agissem do mesmo jeito, não é? Não, não seria. Imagine um mundo em que, mesmo as pessoas sendo diferentes fisicamente, pensassem e falassem as mesmas coisas, tivessem as mesmas ideias e sonhassem os mesmos sonhos? Se a raça humana fosse assim, seria horrível viver, porque todas as pessoas seriam autosuficientes, afinal para que se relacionariam com outras se fossem exatamente iguais? Nesse cenário, predominaria a arrogância e a falta de respeito. As pessoas seriam "descartáveis", porque qualquer uma serviria e ninguém teria nada de especial.

E ainda perguntamos: "Por que as pessoas não pensam igual a mim?", enquanto deveríamos agradecer a Deus por ter nos feito assim. Ele pensou em todos os detalhes de cada ser humano, tanto as características físicas como as que definem a personalidade. Deus nos fez únicos.

Então, onde está o problema? Parece que está nos relacionamentos. Como pessoas totalmente diferentes podem se relacionar de forma pacífica e equilibrada, a fim de que todos os envolvidos sejam beneficiados? Memorize esta pergunta.

Grupos são formados sempre a partir de objetivos comuns entre as pessoas, por isso vemos grupos de jovens que se vestem da mesma maneira, grupos de adultos que se reúnem para uma atividade comum e assim por diante. Porém, nenhum grupo sobreviveria se não existissem as diferenças. Se todos os seus amigos fossem iguais a você, eles não acrescentariam nada em sua vida, não haveria expectativas, você não seria surpreendido nem mesmo em uma piada.

Aprenda isto: somente as diferenças permitem que as pessoas sejam valorizadas por sua individualidade. Assim, todas as pessoas de um grupo possuem o seu valor, o que as torna únicas e potencialmente transformadoras. Se não houvessem as diferenças, não seria possível compreender o valor de cada pessoa.

Obviamente, as diferenças sempre gerarão conflitos e o objetivo nunca deve ser eliminá-las, mas sim amá-las. Relembrando a pergunta, como pessoas totalmente diferentes podem viver harmoniosamente? Pelo amor.

Em Romanos 12:3-5, a Palavra de Deus ensina que não devemos pensar de nós mesmos acima do que convém para que não nos tornemos arrogantes. Além disso, os versículos 4 e 5 dizem a respeito da vida em como igreja de Cristo: "Porque assim como num só corpo temos muitos membros, mas nem todos os membros têm a mesma função, assim também nós, conquanto muitos, somos um só corpo em Cristo e membros uns dos outros".

É necessário que suportemos uns aos outros em amor com humildade e mansidão (Efésios 4:2), amando as diferenças. Você deve ter aprendido nas aulas de física que os polos semelhantes se repelem e os polos contrários se atraem. Da mesma forma, as diferenças nos complementam e fazem-nos crescer em amor.



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar