Leia outros Devocionais...

Paz do Senhô, irmão! (21/10/2011)

Alguém já cumprimentou você com a paz do Senhor? Se você é cristão, certamente que sim, mas que paz é essa? Será que é um cumprimento de crente como os cumprimentos que são inventados por outros grupos de pessoas?

Se você é cristão, também adotou essa frase como cumprimento quando se converteu a Cristo. Você ouviu várias pessoas falando e deve ter pensado: "vou entrar nessa também". Assim, você passou a cumprimentar as pessoas com "a paz do Senhor".

De tanto repetir essa frase, alguns cristãos já a encurtaram, dizendo apenas: "paz, irmão". Outros, também devido ao hábito, cumprimentam os outros com "a paz do Senhô" ou "a paz do Sinhô". Só que é possível perceber que o hábito de dizer essa frase todas as vezes que se encontra um irmão em Cristo acabou transformando algo tão maravilhoso em um simples jargão.

Em Israel, os judeus costumavam, e ainda costumam, despedir-se dizendo "shalom", que significa paz. A palavra "shalom" não significa apenas ausência de guerra, inimizade e brigas, mas inclui ainda tranquilidade, segurança, saúde, prosperidade e bem-estar material e espiritual.

Em João 14:27, Jesus disse aos discípulos "deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize". Muitas pessoas julgam que estão em paz quando possuem um carro novo e um saldo no banco bem distante do zero. Porém, não se pode fundamentar a vida em algo passageiro e temporário. Essa paz é bem diferente da paz que o Senhor nos dá.

Observe o que está escrito em Filipenses 4:7.
"E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus". A paz do Senhor não é momentânea e é suficiente para tirar toda nossa ansiedade independentemente das situações. Não importa o que pensemos racionalmente ou o que as pessoas falem do momento que vivemos, porque a paz de Deus excede todo o entendimento.

O rei Davi aprendeu que a paz do Senhor é inconfundível e também não pode ser comparada a qualquer aparência de segurança nas quais as pessoas se apoiam. Davi escreveu "em paz também me deitarei e dormirei, porque só tu, Senhor, me fazes habitar em segurança" (Salmos 4:8). Lembre-se: somente Deus nos faz habitar em segurança. Essa é a paz do Senhor!

Quando cumprimentarmos alguém, devemos ter pleno conhecimento de tudo o que a paz do Senhor gera em nós, de forma que não façamos como um ato religioso para cumprir uma formalidade.

Precisamos cumprimentar as pessoas desejando verdadeiramente que sejam cheias da paz do Senhor, assim como o apóstolo Paulo desejou aos colossenses: "e a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos" (Colossenses 3:15)

A você que leu este texto, desejo verdadeiramente a paz do Senhor!



Leia outros Devocionais...
Cadastre-se gratuitamente para receber novos estudos em seu e-mail

Cadastre-se
Fechar



Quer receber estudos por e-mail?
Sim    Não
Envie um comentário ou pergunta
Escrever      Fechar